Onde ir: La Chascona, a casa de Neruda

La Chascona, casa em que Pablo Neruda viveu com seu amor secreto, Matilde Urrutia, tornou-se museu em Santiago – e hoje é uma das grandes atrações da cidade.

Santiago, cidade onde fica a casa La Chascona

Santiago, cidade onde fica a casa La Chascona

Bairro Bellavista

Bairro Bellavista

O nome da casa significa “A Desgrenhada”, em homenagem aos cabelos vermelhos e bagunçados de Matilde. Visitar o local traz à tona imaginação e história. Os objetos e a decoração originais são mantidos para despertar em nós um pouco de magia e saudade.

Matilde e Neruda

Matilde e Neruda

De uma maneira bem peculiar, Neruda participou de cada cantinho de decoração da casa. Móveis, jardins e quadros. E tem mais: o local foi escolhido pelo casal para viver longe da burguesia e viver na intimidade do interior.

Linda!

Linda!

A casa foi construída em 1953. Nos anos de convivência, La Chascona revelou-se com a personalidade do casal, cheia de deliciosas histórias e das viagens do poeta. Neruda mudou-se pra lá só em 1955, quando separou de sua ex-esposa.

Ele morreu em 1973 e Matilde, em 85. A partir daí, La Chascona tornou-se casa-museu – cuja ideia é apresentar a vida de Neruda em um ambiente intimista e encantador.

La Chascona

A casa tem três andares.

O quarto tem uma janela com uma cascata do lado de fora. Cada pequeno detalhe chama a atenção pelo cuidado e pelo carinho. É encantador conhecer a sala de jantar, o escritório, o estúdio de música de Matilde, as flores, os quadros, as escadinhas… é tanta coisa! O acesso só não é possível na cozinha – para Neruda, a parte mais pessoal de uma casa. Ele não permitia que visitas chegassem até lá. Assim, continua o respeito pela vontade do poeta.

La Chascona tinha a cara de Neruda e Matilde

La Chascona tinha a cara de Neruda e Matilde

As taças coloridas de Neruda

As taças coloridas de Neruda

Curiosidades

– A arquitetura da casa lembra um navio: espaços estreitos e piso desnivelado. Dizem que Neruda tinha alma de marinheiro e paixão pelo mar.

La Chascona lembra um navio

La Chascona lembra um navio

– A casa foi praticamente destruída na época da ditadura. La Chascona foi reformada e  transformada em museu em 1990, com a ajuda de Matilde e de amigos.

– O quadro “La Medusa” é de Diego Riviera. Na pintura, Matilde tem duas cabeças – e em uma delas, pode-se ver o perfil de Neruda nos cabelos bagunçados da amada.

La Medusa

La Medusa

Como visitar

Só é possível conhecer La Chascona com horário marcado e visitas guiadas.

De março a dezembro, de terça até domingo, das 10 às 18h. Em janeiro e fevereiro, a casa-museu funciona nos mesmos dias, mas de 10 às 19h.

Endereço: Rua Fernando Márquez de la Plata 0192, Bairro Bellavista, Providencia, Santiago – Chile.

Neruda também construiu outras casas, ao todo são três: Isla Negra, La Chascona e La Sebastiana.

Apaixonantes

Apaixonantes

Anúncios

Sobre worldstudyvitoria

Fale a língua do mundo. Fale com quem mais entende de intercâmbio!
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s